Mutirão de Catarata 2013

10/06/2014

 

Mutirão de Catarata 2013O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP (HCFMRP-USP), realiza neste sábado (22), das 7h30 às 18h30, um mutirão gratuito para cirurgias de catarata, no Centro Cirúrgico do HC Campus. A ação é uma iniciativa do Departamento de Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço sob a coordenação dos professores e Eduardo Melani Rocha e André Messias, e tem como objetivo reduzir a fila de espera pela cirurgia no HC.
No mutirão deste sábado, está programada a realização de cirurgias em mais de 100 pacientes que foram previamente agendados no Serviço de Oftalmologia do HC e estão com os exames pré-operatórios prontos. Essa ação vem reforçar ainda mais o bom trabalho realizado pela unidade e beneficiará, em especial, os pacientes da terceira idade, que mais sofrem com essa doença.
Os trabalhos serão realizados por médicos cirurgiões e oftalmologistas clínicos, anestesista, médicos residentes, técnicos em enfermagem, enfermeiros e colaboradores. Os procedimentos cirúrgicos duram entre 6 a 10 minutos e os pacientes terão seguimento pós-operatório no ambulatório da oftalmologia do HC.
Segundo o coordenado do mutirão, Prof. Dr. André Messias, a catarata é a maior causa de cegueira tratável no mundo. Trata-se da opacidade do cristalino, que é a lente natural do olho, parte responsável pela focalização da visão para perto e longe.
As principais queixas de pacientes com catarata são: diminuição da acuidade visual ou embaçamento visual, sensação de visão "nublada ou enevoada", sensibilidade maior à luz, ou ofuscamento, alteração da visão de cores, e mudança frequente dos óculos. O único tratamento é o cirúrgico, e esse consiste na substituição do cristalino natural por uma lente intraocular artificial transparente que pode, inclusive, corrigir o vício de refração (grau dos óculos ou lentes de contato).
Quando bem sucedida, a cirurgia recupera a visão do paciente e melhora sua qualidade de vida. Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil possui aproximadamente 1,5 milhões de cegos por catarata e são realizadas em torno de 350 mil cirurgias por ano.
Segundo os coordenadores, outros mutirões poderão ser programados futuramente no HC, de acordo com a necessidade e demanda. Atualmente o ambulatório de catarata do HC atende em torno de 200 pacientes, e realiza aproximadamente 50 cirurgias de catarata em pacientes do SUS por semana.